Rui Miguel Tovar

SOBRE MIM

Rui Miguel Tovar (n. 1977) começou a trabalhar no jornal desportivo Record a 1 de novembro de 1995, dia de um Panathinaikos, 0, FC Porto, 0, para a Liga dos Campeões. 

Mais tarde, foi coordenador de desporto do jornal i. Ao longo destes 20 anos ligados ao jornalismo, aventurou-se num outro tipo de escrita com os livros: Almanaque do Benfica (2003), Almanaque da Selecção (2004), Almanaque do Euro-2004 (versão inglesa), Almanaque do Sporting (2005),366 Histórias de Futebol (2011), Almanaque do FC Porto (2011), 101 Cromos da Bola (2012),Almanaque do Benfica (reedição, 2012), Almanaque do Benfica (edição, 2014) e Dicionário Sentimental de Futebol (2015).